Autopoeta

FOLI “RHYTHM” THERE IS NO MOVEMENT WITHOUT RHYTHM

Posted in arte, ciência, consciência by autopoeta on abril 14, 2011

Tenho o prazer e a honra de postar o filme FOLI “RHYTHM” THERE IS NO MOVEMENT WITHOUT RHYTHM aqui no Autopoeta.

Considero um filme imperdível para tod@s que apreciam a dança, o movimento, a música, a humanidade, a vida.

Especial. Cada segundo do filme é um êxtase dos sentidos!

Direção: Thomas Roebers e Floris Leeuwenberg

10 minutos

Realizado em Baro, Guinee , Afrika.

_______________________________________

_______________________________________

Life has a rhythm, it’s constantly moving.
The word for rhythm ( used by the Malinke tribes ) is FOLI.
It is a word that encompasses so much more than drumming, dancing or sound.
It’s found in every part of daily life.
In this film you not only hear and feel rhythm but you see it.
It’s an extraordinary blend of image and sound that
feeds the senses and reminds us all
how essential it is.

________________________________________

A citação que segue corrobora, no âmbito das ciências físicas, o postulado do filme: “Tudo É Ritmo”:

“Na elaboração futura da nova visão de mundo holística, a noção de ritmo provavelmente desempenhará um papel fundamental. A abordagem sistêmica mostrou que os organismos vivos são intrinsecamente dinâmicos, sendo suas formas visíveis manifestações estáveis de processos subjacentes. Processo e estabilidade, entretanto, são compatíveis somente se os processos formam modelos rítmicos – flutuações, oscilações, vibrações, ondas. A nova biologia mostra que as flutuações são decisivas na dinâmica da auto-organização. Elas constituem a base da ordem no mundo vivo: as estruturas ordenadas resultam de modelos rítmicos.

A mudança conceitual de estrutura para ritmo pode ser extremamente útil em nossas tentativas para encontrar uma descrição unificadora da naturezaaaaa. Os modelos rítmicos parecem manifestar-se em todos os níveis. Os átomos são modelos de ondas probabilísticas, as moléculas são estruturas vibratórias e os organismos são modelos multidimensionais e interdependentes de flutuações.

(…) As imagens de objetos separados somente existem em nosso mundo interior de símbolos conceitos e idéias. A realidade à nossa volta é uma contínua dança rítmica, e nossos sentidos traduzem algumas de suas vibrações para modelos de frequência que podem ser processados pelo cérebro.

(…) Em raros momentos de nossas vidas, podemos sentir que estamos sincronizados com o universo inteiro. Esses momentos de ritmo perfeito, quando tudo parece estar exatamente certo e as coisas são feitas com grande facilidade, são elevadas experiências espirituais em que todo tipo de separação ou fragmentação é transcendido.”

Fritjof Capra, em O PONTO DE MUTAÇÃO

______________________________________

Anúncios