Autopoeta

SOBRE AS MANIFESTAÇÕES POPULARES E O PROCESSO DE TRANSIÇÃO

Posted in consciência, sociedade by autopoeta on junho 17, 2013

[… que estas não se caracterizem simplesmente por quantidade de gente e volume de barulho, mas principalmente pela qualidade das relações e pela eficácia das atitudes.]

arte_comunicacao colaborativa na diversidade

_______________

Este texto começa a ser escrito ao constatar que estamos diante de uma força de supressão ordenada pelo Estado para conter as manifestações populares neste inverno de 2013.

Atos recorrentes de opressão à liberdade de expressão violam a constituição e afrontam a democracia e expõem a discrepância insana entre governo e sociedade, o primeiro a serviço de forças políticas e econômicas que representam 1% da população.

Penso que esta repressão violenta parece oriunda de um medo estrutural crescente que o governo e quem está por trás dele estão sentindo. Em algum lugar, já perceberam que a configuração em rede é soberana e esta se faz uma grande ameaça aos seus mecanismos de manipulação e controle.

Nutro uma convicção de que o fluxo dessa rede consciente emergente é inexorável e mais cedo ou mais tarde um novo paradigma integrador vai prevalecer e dissipará essa estrutura dominadora que parece parasitar o corpo da sociedade e o planeta Terra como um todo.

(more…)

Anúncios

6 BILHÕES DE OUTROS

Posted in arte, ciência, consciência, sociedade by autopoeta on junho 6, 2011

Amig@s, apresento aqui um lindo projeto de humanidade.

Em 2003, depois de A Terra vista do Céu, Yann Arthus-Bertrand com Sybille d’Orgeval e Baptiste Rouget-Luchaire lançaram o projeto “6 Bilhões de Outros”. Foram filmadas 5000 entrevistas em 75 países, por 6 diretores que foram buscar os Outros.

Desde um pescador brasileiro a um sapateiro chinês, de um artista alemão a um fazendeiro afegã, todos responderem às mesmas perguntas sobre seus medos, sonhos, problemas, esperanças:

O que você aprendeu dos seus pais?
O que você quer passar para seus filhos?
Por que circunstâncias difíceis você já passou?
O que o amor representa para você?

Perguntas que nos ajudam a encontrar o que nos separa e o que nos une.

Vale passear pelos depoimentos e sentir no coração que, para além de toda a riqueza da diversidade, há um padrão que nos liga, há uma unidade que nos conecta. Para além das diferenças, buscamos as mesmas coisas, a mesma felicidade.

Acessem o site do projeto pelo link: 6 Bilhões de Outros