Autopoeta

DEZ MANDAMENTOS DA CONTEMPORANEIDADE

Posted in arte, gerais by autopoeta on novembro 19, 2008

panteismo(imagem do google)

Os 10 Mandamentos da Contemporaneidade

 

1. Amarás o Universo, a natureza e a vida sobre todas as coisas (São Francisco de Assis);

 

2. Amarás a ti mesmo com o esquecimento e o mundo com a lembrança (Buda e Hannah Arendt);

 

3. Darás sempre início ao novo, pois os humanos, embora devam morrer, não nascem para morrer, mas para recomeçar (Agostino de Hipona e Hannah Arendt);

 

4. Não forjarás ideais contrários à vida e à alegria de viver (Sêneca, Lucrécio e Nietzsche);

 

5. Não te torturarás com o passado e com o futuro para não sofreres em vão (Buda, Sêneca e Nietzche);

 

6. Só desejarás a justa medida das riquezas: primeiro, o necessário; segundo, o suficiente (Sêneca);

 

7. Não dirás que tua vida é ou foi frustrada; vida alguma jamais se frustra (Sêneca, Nietzche e Henry James);

 

8. Não obedecerás sem pensar no que te leva a obedecer (Hannah Arendt e Winnocott);

 

9. Não dirás que tua verdade é a única, e sim aquela em que mais acreditas (William James)

 

10. Não eternizarás esse decálogo (Todas as vítimas da intolerância).

 

 

 

* Os novos mandamentos, imaginados por Jurandir Freire Costa, com base nos grandes pensadores, publicado originalmente no Mais!, da Folha de S. Paulo, dezembro de 1999.

 

 

 

 

 

Anúncios